Início

Dia do Cineclube

Imagem indisponível.
O dia do cineclube, a realizar-se anualmente a 14 de abril, será o dia de comemoração do cineclubismo, em torno do seu papel no passado, presente e futuro, promovendo a ação dos cineclubes, nacionais e internacionais, e o seu contributo social, educacional e cultural através do cinema. Nesse dia, e de 2019 em diante, ocorrerá, em todos os cineclubes nacionais uma programação especial que se estende para além da exibição, promovendo- se o diálogo e discussão em torno do cinema e como este pode ser um vector essencial para a valorização cultural das sociedades. Pretende-se ainda valorizar o contributo de cineclubistas para o relevo da actividade dos cineclubes, bem como o cinema lusófono através do Prémio António Loja Neves. Assim, um dos objetivos primordiais passa por dar a conhecer o mundo do cineclubismo à população em geral, indo além do círculo habitual de cada uma destas associações, co-promovendo, a FPCC em conjunto com cada cineclube uma política de portas abertas com um conjunto de atividades de acesso gratuíto. Os cineclubes são parte essencial de uma política de descentralização da cultura e da promoção de hábitos de consumo da cultura e do cinema em particular. Pretende-se com este “Dia do Cineclube”, promover não só cada instituição em particular, bem como divulgar o que é um cineclube e a atividade cineclubista num conjunto de sessões síncronas que futuramente se deseja conduzir a uma dimensão e divulgação internacional. Nesta primeira edição do “Dia do Cineclube” pretende-se promover uma festa que percorra o país de norte a sul, passando também pelos arquipélagos através da exibição de uma seleção de filmografia relevante no espectro dos cineclubes, da história do cinema ou da lusofonia, dirigida a todos os públicos. Pretende-se que este dia venha a obter uma dimensão internacional, já que a FPCC fará uma proposta à Federação Internacional de Cineclubes (FICC) para a comemoração da data e a realização de iniciativa análoga nas demais Federações que a integram. O “Dia do Cineclube” será assim um momento de celebração do cinema e da especificidade e diversidade cultural que compõe o nosso movimento nacional. Em abril, fica-nos a memória do primeiro cineclube, nascido em França: Em 14 de Abril de 1907, Edmond Benoit-Lévy, diretor da revista Phono-Ciné- Gazette, anuncia a fundação do primeiro ciné-club, instalado no 5, Boulevard Montmartre, em Paris, na sede de um cinema Pathé e da futura sociedade Omnia. Este cineclube oferecia aos seus membros, um lugar de reunião, uma sala de projeção, uma biblioteca, um Boletim Oficial do Cineclube. Tinha por finalidade “trabalhar no desenvolvimento e no progresso do cinematógrafo de todos os pontos de vista”, mas “interditando toda discussão religiosa ou política (Mannoni, 2008) A escolha deste dia tem o duplo objetivo de internacionalizar esta iniciativa através da Federação Internacional de Cineclubes, bem como de celebrar a criação do primeiro cineclube em Portugal. Foi a 13 de abril de 1945 que nasceu o “Clube Português de Cinematografia” que mais tarde acrescentou o sufixo “Cineclube do Porto”. Nesta passagem de 13 para 14 de abril pretende-se igualmente marcar este facto nacional e a integração lusitana no movimento cineclubista global. A data para celebrar o cineclubismo foi reconhecida pelos Cineclubes Portugueses aquando da Assembleia-Geral da Federação Portuguesa de Cineclubes realizada a 16 de dezembro 2018. Convidamos todos as associações cineclubistas a aderir a esta festa, promovendo o movimento cineclubista por todo o país. Referências: Mannoni, L. (2008). Cineclubes e Clubes. (trad.) Correa, F. Obtido de http://preservacaoaudiovisual.blogspot.com/2008/12/cineclubes-e-clubes.html a 8 de outubro de 2018.
FPCC - Federação Portuguesa de Cineclubes
16 Março 2019

Prémio Loja Neves

Imagem indisponível.
As inscrições para o prémio António Loja Neves continuam em https://filmfreeway.com/LojaNeves até 30 de Março. Serão admitidos a selecção os filmes de produção ou co-produção de Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa realizados por nacionais destes países, cuja conclusão tenha ocorrido nos dois últimos anos civis. Os títulos que tenham participado em festivais Portugueses de cinema organizados por cineclubes federados estão admitidos a competição. Para impedir a recepção de filmes sem qualquer critério fomos obrigados a colocar taxas de inscrição. Essas taxas de inscrição são ultrapassáveis usando o seguinte voucher: "FPCC".
FPCC - Federação Portuguesa de Cineclubes
15 Março 2019

Convocatória de Assembleia Geral

Imagem indisponível.
Nos termos da alínea a) do artigo 15.º dos Estatutos da Federação Portuguesa de Cineclubes ficam, deste modo, convocados para a assembleia-geral ordinária, a qual terá lugar no próximo dia 23 de Março de 2019, pelas 14h30, na sede da Federação Portuguesa de Cineclubes em Abrantes, com a seguinte Ordem de Trabalhos: Informações Apresentação, discussão e votação do Relatório de Atividades e Contas 2018; Outros assuntos. Nos termos do n.º 1 do artigo 175.º do Código Civil, caso à hora marcada não se encontre presente a maioria dos associados efetivos da FPCC, a Assembleia reunirá uma hora depois (15h30) com qualquer número dos associados presentes. Abrantes, 7 de Março de 2019 P’ lo Presidente da Mesa da Assembleia Geral Paulo Martins
FPCC - Federação Portuguesa de Cineclubes
15 Março 2019

Desejos da FPCC para 2019

Imagem indisponível.
A Federação Portuguesa de Cineclubes - FPCC - foi fundada em 1978 como estrutura representativa dos Cineclubes Portugueses. Integrando três dezenas de associados é a representante legal dos Cineclubes, no país e no estrangeiro. A FPCC promove regularmente, no âmbito das suas actividades, acções de promoção da Cultura Cinematográfica, acções de formação, seminários e colaborações com outras entidades, assim como apoios à criação de novos Cineclubes. Para manter a nossa actividade é fundamental contarmos com a colaboração das estruturas federadas, através do pagamento das quotizações anuais, bem como de outros apoios público-privados. A actual direção, empossada em Janeiro de 2018, conseguiu promover com algum relevo a actividade cineclubística tanto pela promoção das últimas edições do Encontro Nacional de Cineclubes e da Revista Cinema, bem como com uma renovada presença institucional online, procurando estreitar os laços entre todos nós. Houve ainda neste ano espaço para o Encontro Luso-Galego de Cineclubes, promovido pela Ao Norte na XXIII edição dos Encontro de Cinema de Viana, e a participação nos festivais de Avanca, Caminhos do Cinema Português e, também no júri, dos Encontros de Cinema de Viana. Recebemos ainda a inscrição de dois novos cineclubes; Bairrada e Ribeira Grande, o re-ingresso do Cineclube Octopus (Póvoa do Varzim) e do Fila K (Coimbra), bem como nos preparamos, em estreito diálogo, para receber mais quatro associações cineclubistas. Assim, começámos 2018 por ser 26, juntaram-se 4 cineclubes e podemos começar 2019 com 33 Cineclubes Federados, demonstrando que a nossa actividade está viva e há públicos ávidos de experiências cinematográficas diferentes. No leque das actividades promovidas pela Federação Portuguesa de Cineclubes está a edição da revista cinema. Esta publicação, agora bianual, tem o reconhecido manifesto interesse cultural pela Secretaria de Estado da Cultura, desde 6 de agosto de 1990, sendo que qualquer apoio é elegível para efeitos de dedução fiscal em sede de IRS enquadrado pela Lei do Mecenato Social e Cultural. Assim, os donativos a este projecto têm dedutibilidade em IRC do gasto reconhecido contabilísticamente e a sua majoração em 30% ou em 40% quando atribuídos de forma plurianual, dado o enquadramento da revista enquanto produção literária no campo do audiovisual por uma entidade sem fins lucrativos. (+info http://saldopositivo.cgd.pt/empresas/mecenato-quais-sao-as-vantagens-fiscais-empresa/) Agradecemos todo o interesse de entidades público-privadas que possibilitam a concretização da revista Cinema e das demais actividades da Federação Portuguesa de Cineclubes, estando disponíveis para conversar pelo email fpcc@fpcc.pt A nossa esperança é que em 2019 sejamos mais, mais cineclubes, mais actividade, mais cinema. Bom ano novo.
FPCC - Federação Portuguesa de Cineclubes
31 Dezembro 2018